Marketing Digital: entreter para vender e não vender para entreter

Para novas empresas que se inserem no marketing digital, a maioria delas estão perdidas em como tirar proveito das redes sociais para promover um produto ou serviço. Por isso, aplicam a antiga e comum prática de divulgação de preço e produto como se fosse uma vitrine, só que online, sem considerar que existe outras forma de divulgação.

Atualmente, dependendo do negócio, o uso exagerado desse método de venda perde interesse do público. Imagina o perfil de uma empresa ocupar o seu feed ou timeline com publicações de produto, preço e condições para pagamento. Pode ser legal, mas é bem provável que o usuário não queira receber mais esse tipo de postagem.

Esse é exatamente o cuidado que se deve ter em como se comportar com o público nas redes sociais. O perfil do consumidor mudou, agora ele está mais distante da decisão de compra na internet, hoje ele prioriza a busca por informações para conhecer melhor marca e produto antes de realizar qualquer compra.

Estamos numa fase do Marketing onde se deixa de vender produtos e serviços e passa-se a vender entretenimento, informação, benefícios do que a empresa tem para oferecer; estratégias que criam um relacionamento sólido com os usuários, e não uma visita rápida de venda e compra.

Por mais que seja uma empresa nas redes sociais, no ambiente virtual a conversa será de usuário para usuário, onde todos estão criando, compartilhando e produzindo conteúdo. O entreter para vender e não vender para entreter, parte, justamente, da deixá de venda direta para a venda de conteúdo, acrescentando valor à marca/empresa.

Isso não quer dizer que você não pode, em hipótese alguma, nunca, jamais, fazer uma publicação de promoção no facebook. Como é que empresas de viagens, por exemplo, venderiam seus pacotes sem divulgar o preço? Cada caso é um caso, e tudo pode ser feito com moderação. Por isso é essencial observar o comportamento do seu consumidor, dentro das redes sociais.

Muitas empresas já entendem como aproveitar as redes sociais para cativar o público para determinado produto/serviço. Um ótimo exemplo é Dobra. Dobra é uma empresa que produz carteiras à mão. Uma loja online, onde ela se utiliza das mídias sociais ao mostrar sempre o outro lado da empresa que não tem nada a ver com o que diz respeito sobre: produto e preço. Apenas produção de conteúdo em que os usuários tenham conhecimento da marca e do seu produto, e, com isso, consegue direcionar os usuários à loja online.

Entreter o público é algo que pode ser feito de diversas formas, as ideias vão surgir depois de estudar o seu público alvo. Criar conteúdo mais irreverente, informativo, conservador; por vídeo, imagem, texto, sinta-se livre para explorar novos modos de entreter o público nas redes sociais. Você terá mais segurança e sucesso ao se comunicar nas redes sociais como um usuário, por ter conteúdo de valor ao cliente, do que uma vitrine de loja que sempre está em liquidação.